domingo, 24 de maio de 2015

Após 4 anos sem fazer uma publicação...
Aqui estou para dizer que voltei e que continuo a ser feliz, hoje mais que ontem e mais do que alguma vez fui.
É certo que conhecer a pessoa certa pode ser um jejum sem fim mas sempre confiei em mim e nos meus valores.
Será assim tão difícil acreditar na existência da "pessoa certa"?
E valerá a pena ser fiel aos meus princípios e esperar tanto tempo por ela?
Hoje respondo que sim, que valeu cada segundo, cada minuto, cada hora e cada ano, continuo a acreditar em princípes e princesas, mas sobretudo na amizade e no amor verdadeiro que sinto e no qual sempre acreditei ser possível.
Afinal haverá mais pessoas que como eu dão maior valor aos valores e à amizade como base para o amor.
É e sempre foi esta a base do meu "romantismo" e sendo ou não romântico acredito que não nos devemos contentar com a rotina e com o simples facto de saber que o outro(a) gosta de nós, nos adora e nos ama, não! É preciso surpreender, sair dessa rotina e mimar, porque essa amizade como base para o amor existe para que façamos felizes a nossa companheira(o) e nos realizemos a nós mesmos.
É por isso que me sinto cada dia mais feliz saindo da rotina e vivendo um dia de cada vez, que embora pareça estupidez não o é. Não?! Não!
Acredito que o início de um grande amor para além do deslumbramento precisa de tempo, de surpresas e de momentos únicos e simples vividos com autencidade e é isso que chamo romantismo e por isso agradeço ter-te conhecido a ti que como eu ousas apresentar esta loucura de querer ser feliz fazendo outros semelhantes felizes.
És linda e eu gosto de ti assim, como és!
Já te disse? Não?!
Mas és, desfizeste o meu encantamento e agora estás no meu pensamento e de coração te digo que és a minha extensão.
"Eu sou a Jane e tu Tarzan
A Julieta do meu Dartagnan
Se o teu cavalo falasse
Tinha tanto para contar
Ao fantasma debaixo dos meus lençóis
Dos tesouros que escondemos dos espanhóis"
P.s.; Já te disse que te adoro?
Sempre!

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo